quarta-feira, 10 de abril de 2013

DON JUAN DE MARCO - CENA 5

video


Certamente para respondermos as proposições de Don Juan De Marco e alcançarmos o entendimento do que é amar de amor, precisaremos aceitar,antes, a complexidade da questão.
Fantasia e realidade... como definir os limites se o ser humano é um ser que se constrói, como ser humano em si e como ser social, conforme opera a síntese da identidade e da diferença.
É na conjugação de identidade e diferença que se produz o processo de autodesvelamento, conhecendo a si mesmo, ao mesmo tempo em que compreende o outro. Precisamos, portanto, entender que tomar consciência de si só é possível a partir do reconhecimento e aceitação da sua posição no mundo, do reconhecimento do sujeito em relação ao outro e pelo outro.
O que nos falta?  Como envolver as pessoas para que aceitem nossos "mundos"? Está faltando alteridade na humanidade.